Blog da Construção

Laje pré-moldada: vantagens e desvantagens

Laje pré-moldada é fácil de ser adaptada e montada, além disso são fáceis de serem encontradas e diminuem custos e resíduos no canteiro de obras.

Mexer com construção comumente gera custos altos e demanda muito tempo. A cada dia que passa estudam-se meios de tornar o processo mais rápido, econômico e seguro.

Desse modo, conhecer soluções que podem facilitar e agilizar a construção é algo que tem se mostrado muito contemporâneo.

É nesse contexto que as lajes pré-moldadas podem ser opções de qualidade para agilizar a construção.

Lajes pré-moldadas

As lajes fazem parte da estrutura fundamental de uma obra, são utilizadas para proteger, cobrir, servir como piso para alguns ambientes, além de dar conforto térmico e acústico.

Desse modo, as lajes pré-moldadas são boas alternativas para lajes construídas inteiramente do zero. Seu peso é distribuído sobre vigas e pilastras.

As lajes pré-moldadas podem ser de vários tipos: concreto e lajotas, que por sua vez podem ser de concreto ou cerâmica. 

Facilmente encontradas em lojas de materiais para construção, têm se tornado uma alterativa inteligente no conceito moderno de construção civil.

Laje pré-moldada

Tipos de lajes pré-moldadas

Como já salientado, as lajes pré-moldadas podem ter diferentes tipos e a sua escolha pode variar de acordo com o projeto construtivo e a indicação do arquiteto. As principais opções são:

Laje de poliestireno (isopor)

São formadas por vigotas de concreto em que os espaços entre elas são ocupados por blocos de EPS (isopor). Essas lajes geram facilidade de manuseio e de instalação.

Laje treliçadas (painéis de treliçados)

Os painéis treliçados têm vigotas mais largas que os outros tipos. Os painéis de concreto encostam uns nos outros.

A estrutura superior conta com vigotas treliçadas de metal para garantir resistência (o enchimento pode ser cm isopor). Posteriormente a cobertura dessa laje é feita com concreto.

Laje de cerâmica

São formadas por vigotas de concreto em que os espaços entre elas são colocados lajotas de cerâmica que, posteriormente, são cobertas de concreto.

Esse tipo de laje é mais indicado para residências pequenas.

Laje alveolar

Seu nome se dá por conta da presença de alvéolos no interior das placas pré-moldadas.

Esse tipo de laje é prática para enxugar o cronograma de execução da obra, porém é preciso a utilização de equipamentos para içar as peças.

Vantagens e desvantagens da laje pré-moldada

Independente da escolha do tipo de laje pré-moldada, geralmente apresentam várias vantagens que podem ser facilmente elencadas, tais como:

Economia de tempo de obra

Com lajes pré-moldadas (ou seja, já estão fabricadas) o que se terá que fazer é sua montagem que é razoavelmente simples.

Desse modo o tempo de duração de uma obra é reduzido, o que facilita diante de prazos curtos.

Redução de custos

Quando comparamos o custo e o processo dispensado nas lajes tradicionais (laje maciça), as pré-moldadas apresentam ganho econômico considerável e isso reflete no projeto arquitetônico como um todo.

Organização

Por ser pré-fabricada, esse tipo de laje facilita na organização no canteiro de obra, além do mais sua montagem, comumente, não gera resíduos, ou seja, mais organização e limpeza do canteiro.

Resistência

Produzidas industrialmente, as lajes pré-moldadas, tem um controle de qualidade de alta tecnologia, o que gera bons resultados em construções de qualquer porte. Além do mais, apresentam um melhor acabamento e resistência que as lajes tradicionais.

Durabilidade

Lajes pré-moldadas não necessitam de cuidados excessivos em seu manuseio, desse modo, não precisam de utilização de produtos para a proteção das peças.

Entretanto, apesar de todas as vantagens da laje pré-moldada elencadas acima, existem algumas desvantagens que devem ser conhecidas antes de sua decisão, por exemplo:

  • Possível dificuldade para execução em coberturas com angulações;
  • Possível desconforto térmico (exceto nas pré-moldadas de isopor);
  • Possíveis fissuras, trincas e outros danos estruturais se receber sobrecargas não previstas no projeto

Por que usar laje pré-moldada?

Quem procura por uma solução em laje que gere economia, praticidade e rapidez, as lajes pré-moldadas são opções inteligentes, confiáveis e proporcionam o que prometem.

Além do mais há várias vantagens que vêm com sua utilização que não podem ser esquecidas e que fazem com que seu custo-benefício valha a pena e proporcione um melhor orçamento e fidelidade no cronograma da obra, pois reduz várias etapas de construção e inclusive diminui a necessidade de mão de obra.

Caso haja dúvidas a respeito da laje pré-moldada é muito importante pesquisar, conversas com pessoas que entendam do assunto e pedir sugestão de profissionais e arquitetos.

Laje de isopor ou cerâmica: como escolher?

A construção parece que ganha uma vida com a colocação da laje, já que é um elemento fundamental da edificação e está ligada não só à parte estética, mas a qualidade, resistência, durabilidade e economia.

Entretanto, sua escolha pode gerar um arsenal de dúvidas, já que há vários tipos de lajes e de possibilidades, portanto, é comum essas dúvidas.

Como decidir qual tipo de laje usar?

O tipo de laje deve ir de encontro com as necessidades e com as características da obra e do projeto arquitetônico, para que futuramente não gere transtorno.

Por isso, a importância de conhecer os tipos de lajes, os tipos de materiais usados em sua produção e assim determinar o modelo que melhor convém.

A escolha da laje pode e até mesmo deve ser feita junto com o responsável técnico da obra, para que ele avalie os tipos possíveis e veja a que se adapta ao projeto.

Por tanto, se você está em dúvida em relação as opções de materiais, principalmente em questão ao uso da laje de isopor ou de cerâmica, elencamos algumas vantagens e desvantagens.

Laje de isopor

A laje de isopor, também conhecidas como lajes EPS (Poliestireno Expandido), é uma das mais modernas opções de lajes e, também, é considerada a mais ecológica, isto é, não prejudica a natureza, além do mais o material é completamente reciclável.

Laje de isopor

Esse tipo de laje ainda tem outras vantagens como:

  • Torna o forro mais leve
  • Leve de manusear (na hora da montagem e transporte)
  • Facilita as instalações elétricas e tubulações
  • Não absorve água
  • Tem bom isolante térmico e acústico

Contudo, a laje de isopor não apresenta apenas vantagens, como todas as coisas na vida, há também algumas desvantagens que merecem ser conhecidas e avaliadas.

  • Dependendo do local, seu custo pode ser mais elevado do que as outras opções;
  • Exige gastos adicionais com material de acabamento (cola especial);
  • Requer reforço para instalação de estruturas na parte inferior da laje;
  • Possui limitações de vãos e cargas;

Laje de cerâmica

As lajes de cerâmicas se sobressaem por terem baixo custo, favoráveis para quem quer uma laje com um preço acessível, entretanto, elas não são apenas boas opções quando avaliadas o custo, apresentam muitas vantagens, entre elas:

  • Podem ser rebocadas;
  • Tem bom isolamento térmico e acústico;
  • Facilita as instalações elétricas e tubulações;
  • Pouca probabilidade de trincas e fissuras;
  • Bom para ambientes menores.
Laje de cerâmica

Porém, tal como as lajes de isopor, as lajes de cerâmicas, também, apresentam algumas desvantagens que merecem ser observadas por quem planeja utilizá-las, como por exemplo:

  • É mais pesada que a laje de isopor;
  • As lajotas de cerâmica são frágeis (podem quebrar no transporte, na colocação e na concretagem);
  • É inadequada para ambientes maiores.

Qual a melhor?

A escolha da laje deve ir de acordo com o projeto arquitetônico, por isso é importante pedir a opinião do técnico responsável pela obra, pois além do custo-benefício que todos almejam.

Outro ponto de suma importância é observar os aspectos em relação à segurança que a laje oferece para sua construção.

Como a laje é um elemento estrutural da obra, sua escolha deve ser feita baseada no tamanho do vão.

Se mal especificada, mal colocada ou feita uma economia excessiva pode gerar trincas e possíveis riscos de desabamentos.

Desse modo, tanto as lajes de isopor, quanto as de cerâmicas são boas, entretanto, é impossível determinarmos qual a melhor para sua construção.

Por conta de existirem vários fatores, principalmente considerando a planta da edificação e questões de segurança que devem envolver a escolha.

Portanto, se você estiver em dúvida a respeito de qual laje usar, se de isopor ou de cerâmica, observe suas vantagens e desvantagens, bem como procure sempre a orientação técnica do profissional.

Pré-moldados de concreto: quais as vantagens?

Pré-moldados de concreto são conhecidos por sua praticidade, sua facilidade de montagem e por reduzirem o tempo da obra, já que não será dispensado tempo para sua fabricação e moldes.

Atualmente os pré-moldados têm ganhado popularidade no Brasil e já são amplamente comercializados e indicados para quem almeja construir gastando menos recursos e tempo.

Pré-moldados de concreto: o que é?

Os pré-moldados de concreto são estruturas de concreto pré-fabricado, resistentes e comercializados de forma a serem apenas montados/instalados na construção.

Esse tipo de solução por abranger tubos para escoamento de água, manilhas, muros de contenção, vigas, pilares, lajes, etc.

Os pré-moldados de concreto podem ser apresentados como peças únicas ou podem fazer parte de grandes estruturas.

Utilização dos pré-moldados de concreto

Os pré-moldados já são reconhecidos com amplitude por arquitetos, engenheiros e, por conseguinte, usados em canteiros de obras.

As peças dos pré-moldados de concreto são versáteis, isto é, poder ter várias formas e seu tamanho depende do limite do fornecedor da peça.

Geralmente os pré-moldados de concreto são mais utilizados na construção de muros, grandes galerias, prédios residenciais e shoppings.

Os pré-moldados de concreto viabilizam uma construção mais rápida, ou seja, é possível estimar o tempo necessário para sua conclusão e, também, geram menos custos.

O que também é algo favorável já que construções tendem a demandar muitas despesas.

Além disso, é possível constatar muitas outras vantagens com a utilização de pré-moldados de concreto.

pré-moldados

Vantagens do uso de pré-moldados de concreto

São várias as vantagens da utilização dos pré-moldados de concreto quando levando em consideração aos estilos tradicionais de construção, que utilizam alvenaria e concretagem no canteiro de obras demandando mais custos, tempos e espaço para tal.

Podemos elencar as seguintes vantagens:

Redução de tempo

Os pré-moldados proporcionam maior rapidez na conclusão da obra, pois o tempo que seria dispensado para a sua produção e a secagem é excluído.

Uma vez o pré-moldado instalado já adquire resistência de maneira rápida e eficiente.

Redução de gastos

Provavelmente uma das maiores vantagens dos pré-moldados é poder prever, através da planta, do projeto estrutural e arquitetônico, o quanto será gasto na obra.

Contudo, mesmo com essa previsibilidade, o valor necessário não varia tanto se comparado com a construção tradicional, mas gera, sim, uma redução de gastos.

Estruturas confiáveis

Com os pré-moldados de concreto também é possível criar vãos livres sem comprometer a estrutura, ou seja, o processo atrela tecnologias e técnicas de engenharia na produção das peças, tornando-as mais confiáveis e seguras de acordo com o projeto arquitetônico.

Proteção ao meio ambiente

Atualmente as técnicas e tecnologias da construção civil também estão muito preocupadas com a geração de resíduos proveniente das construções, uma forma de diminuí-los é com a utilização dos pré-moldados.

Uma construção deve ser limpa e sustentável e esse tem sido um dos objetivos dos arquitetos, engenheiros e marcas de produtos de construção.

Com o uso dos pré-moldados é possível ter um respeito maior ao meio ambiente e assim protegê-lo dos entulhos e resíduos tão comuns quando se opta por construções tradicionais.

Por que usar pré-moldados de concreto?

Foi possível observar o custo-benefício dos pré-moldados de concreto, chegando a conclusão de que são muitos e são motivos suficientes para optar por seu uso, portanto, se quer usufruir de todas essas vantagens basta utilizá-los.

Afinal construir requer que você avalie as vantagens e desvantagens das opções de produtos e serviços encontrados no mercado que melhor possam ir de encontro com o tempo esperado, recursos e objetivos.

Avalie as opções, encontre o fornecedor aquedo e, caso haja dúvidas a respeito dos pré-moldados de concreto pesquise, converse com engenheiros e arquitetos que entendam do assunto.

Laje: o que é e principais tipos

Você está construindo? Vai construir? Então, provavelmente vai ouvir ou já deve ter ouvido falar de laje e da necessidade dela na construção, pois é um dos elementos estruturais de uma edificação.

Na hora de escolher o tipo de laje, muitas dúvidas podem surgir a respeito, pois existem lajes de vários tipos, que dependendo do projeto de engenharia pode ser mais interessante determinado modelo do que outros.

Para discernir melhor as lajes, é interessante conhecer as possibilidades e o aspecto de importância delas para a edificação.

O que é laje?

As lajes são importantes para a estrutura de um edifício, ou seja, um dos elementos mais importantes dos projetos da construção civil.

São estruturas horizontais planas que funcionam como cobertura, forro ou piso de um projeto de construção civil, elas se apoiam nas vigas que, por sua vez, se poiam em pilares, ou seja, o peso do edifício comumente fica distribuído entre suas partes.

A estrutura de uma laje é de uma placa em que o comprimento e a largura são maiores que a espessura, com cargas transversais a ela e submetida à flexão.

Dependendo do modelo algumas podem gerar flechas muito grande ou vibrações excessivas.

Portanto, na escolha do modelo de laje é necessário que se observe suas características, bem como a estrutura do edifício para observar a que melhor se adequa, essa definição da estrutura da laje, comumente, pode ser realizada com a ajuda do arquiteto.

No Brasil, por exemplo são bastante comuns, mesmo em casas com telhado, pois ela é utilizada com função de forro, de isolamento térmico e acústico.

laje

Principais tipos de lajes

Os principais tipos de lajes utilizados são: laje maciça, laje nervurada, laje pré-moldada, laje cogumelo, laje alveolar.

Laje maciça

Esse modelo é considerado o modelo clássico e, culturalmente, no Brasil, é o tipo de laje mais utilizado.

Ela é moldada no próprio local, e constituída de uma malha de vergalhões de aço e concreto lançado sobre uma forma, normalmente de compensados de madeira. Após a cura do concreto a laje está pronta.

Como o próprio nome e a sua construção mostram, é uma laje maciça e geralmente é usada para vãos pequenos, mas pode ser usada em vãos maiores, entretanto, por conta do peso, pode necessitar de custos maiores para que a estrutura que a suporte seja resistente.

Laje nervurada

As lajes nervuradas, são conjuntos de vigas em T, com nervuras em uma ou duas direções.

Tal como as maciças, as nervuradas, também são fabricadas no local da obra.

Sua estrutura é constituída de nervuras interligadas por uma capa de compressão, feitas sobre formas que moldam essas nervuras.

As lajes nervuradas têm uma estrutura mais leve que a maciça e isso também significa que seu custo é mais reduzido, além do mais é recomendada para vão maiores, e ainda pode ser opcional deixar as nervuras aparentes, ou ter um forro para gerar um acabamento liso.

Laje pré-moldadas

Por ter baixo custo e por poderem ser utilizadas em edificações uni e multifamiliares, as lajes pré-moldadas (ou pré-fabricadas) estão entre as que mais tem gerado demandas.

Esse tipo já é próprio para a instalação após a estrutura da obra pronta. Como existem algumas categorias de lajes pré-moldadas vão se diferir por conta do material usado para formas as placas de concreto.

Tipos de lajes pré-moldadas:

Laje de poliestireno (isopor)

São formadas por vigotas de concreto em que os espaços entre elas são ocupados por blocos de EPS (isopor). Essas geram facilidade de manuseio e de instalação.

Laje treliçadas (painéis de treliçados)

Os painéis treliçados têm vigotas mais largas que os outros tipos. Os painéis de concreto encostam uns nos outros. A estrutura superior conta com vigotas treliçadas de metal para garantir resistência (o enchimento pode ser cm isopor). Posteriormente a cobertura dessa laje é feita com concreto.

Laje de cerâmica

São formadas por vigotas de concreto em que os espaços entre elas são colocados lajotas de cerâmica que, posteriormente, são cobertas de concreto. Esse tipo é mais indicado para residências pequenas.

Laje alveolar

Seu nome se dá por conta da presença de alvéolos no interior das placas pré-moldadas. Esse tipo é prática para enxugar o cronograma de execução da obra, porém é preciso a utilização de equipamentos para içar as peças.

As lajes pré-moldadas, comumente são menos pesadas que as maciças e também demandam menos custos, pois reduz a demanda de formas e, consequentemente, diminuem os resíduos no canteiro de obra.

Laje cogumelo

A laje de cogumelo recebe esse nome porque a estrutura requer apenas pilares e capitéis, assim, os capitéis, mesmo que possam ser de diferentes formatos, tem semelhança a cogumelos.

A estrutura da laje cogumelo acaba trazendo mais iluminação e ventilação e geralmente mais luz, pois não é necessário vigas para sua sustentação.

Por que a escolha da laje é importante?

Para quem está envolvido com construção, tem que observar muito bem todo o material que irá utilizar para que não sujam transtornos futuros e isso quer dizer pensar nos materiais que serão utilizados desde a estrutura até os acabamentos da obra.

No que concerne a estrutura de uma obra, a laje é fundamental e como há muitos tipos no mercado é importante que se escolha a adequada para o padrão da obra, por isso a escolha dela é tão importante.

Caso haja dúvidas a respeito é muito importante pesquisar, observar as vantagens e desvantagens e pedir sugestão de profissionais.

Muro pré-moldado: vantagens e desvantagens

Sabemos o quanto é complicado iniciar uma reforma ou uma construção. Além dos gastos que parecem não ter fim, existe a questão da pressa, nem sempre há tempo para esperar e é aí que entra o muro pré-moldado.

Existem muitas vantagens para optar pelo muro pré-moldado, mas a principal delas, é a questão da praticidade, visto que é um muro pronto que pode ser montado como um mosaico.

Sendo a proposta principal a rapidez, podemos inferir que também é muito prático de utilizar e, portanto, pode ser muito interessante para evitar muitos custos com a mão de obra.

O que é um muro pré-moldado?

Talvez poucas pessoas conheçam a facilidade de optar por um muro pré-moldado, por isso, iremos detalhar um pouco mais sobre o conceito geral de muro pré-moldado.

A principal característica do muro pré-moldado é que ele já está pronto, ou seja, ele chegará em sua obra já construído, pronto para ser apenas encaixado.

muro pré-moldado

A questão do tamanho e da largura e os locais apropriados para sua instalação, ficam a seu critério, visto que todas essas definições são perfeitamente habilitadas para atender aos gostos dos clientes.

Quais as vantagens do Muro pré-moldado?

Já mencionamos uma das principais vantagens do muro pré-moldado, porém, existem outras, são elas:

Mais rapidez na instalação

É muito comum que obras demorem muito, dependendo da complexidade e do tamanho, porém, quando se opta por muro pré-moldado, este não será mais um problema, mas a solução.

Como já é pronto e, portanto, permite apenas o encaixe das peças, obviamente é bem mais rápido do que os muros construídos de forma mais tradicional;

Mais limpeza

Sabemos o quanto é incômodo ter que limpar toda a sujeira de uma obra, por isso, optar pelo muro pré-moldado é uma opção muito viável, por ser apenas de encaixe, ele produz menos sujeira;

Mão de obra mais barata

Quando se trata de mão de obra, sabemos o quanto é complicado arranjar uma mais barata, visto que, dependendo da forma de pagamento (diária ou empreita), o custo pode ser elevadíssimo.

Nessas horas é importante mencionar que o muro pré-moldado é uma ótima opção, assim, por ser menos tempo para instalar, consequentemente, reduz os custos de mão de obra;

Não há desperdício

Por ser projetado e já vem pronto de fábrica, é bem menor desperdícios que são muito comuns em construções de muros convencionais;

Acabamento perfeito

Acabamento é algo que traz alguns transtornos, principalmente, quando os contratos são realizados com pessoas que não têm compromisso.

No caso do muro pré-moldado, este problema é extinto, visto que são grandes empresas que trabalham exclusivamente com este serviço, portanto, bem mais confiável.

Quais as desvantagens de um muro pré-moldado?

Com tantas vantagens, fica até difícil de acreditar que existam desvantagens, mas na realidade, elas existem, por isso, mencionaremos quais são elas logo abaixo:

Limitações arquitetônicas

Por ser um muro pronto, obviamente existem projetos já formulados para optar por um deles, ou seja, escolherá um dos projetos já existentes e não que deseja produzir;

Limitação para alterações futuras

Se para instalar existe a limitação do projeto, não é diferente quando se trata de modificar o projeto original, por isso, é importante saber do construtor do projeto quais as possibilidades futuras;

Pouca disponibilidade para locais mais distantes

Nem todas as localidades possuem empresas que trabalham com muro pré-moldado, além de nem sempre as empresas disponibilizarem do serviço para longe.

Investimento inicial alto

É muito comum que em algumas obras, você possa construir aos poucos, não é caso do pré-moldado que necessita já do valor para realizar o muro completo logo de imediato.

O que implica em dizer que o muro não pode ser construído aos poucos à medida que for comprando os materiais, ou seja, o serviço é comprado de forma completa e, portanto, pode ser um custo alto de uma vez só.

Embora muitos pensem que existem muitas desvantagens e, por isso, seja inviável, com certeza ao analisar os prós, podemos perceber que existem mais vantagens do que as desvantagens.

A ideia sempre será no que pretende realizar e em quanto tempo, sabendo disso, fica bem mais fácil optar por um projeto que cabe direto no bolso sem muitas preocupações.

Conclusão

Assim, podemos concluir que realizar um serviço de pré-moldado é algo muito útil e que permite grandes possibilidades para realizá-lo, sendo importante ainda, pesquisar as empresas antes de contratar o serviço.

Qualidade e preço são itens que não podem ser esquecidos e, portanto, precisam estar no topo da lista de quem pretende contratar uma empresa que fabrique um muro pré-moldado. Se possível, contrate a partir de indicações.

A partir de indicações, evitará dores de cabeça para contratar uma empresa que trabalhe melhor. Portanto, procure conhecer as empresas que possuam serviços já executados e que tenham boa reputação.

Contratar um muro pré-moldado exige que você saiba o que deseja realizar, podendo ser com o auxílio do fabricante ou não, é necessário apenas que não se esqueça de pesquisar tudo, evitando possíveis problemas futuros.

Laje Protendida: Características e opções

Para quem deseja ter vãos maiores e com menos vigas, além de uma laje com maior capacidade de carga, é melhor optar por uma tecnologia de Laje Protendida, perfeita para hospitais, prédios comerciais ou residenciais.

Talvez muitas pessoas desconheçam as tecnologias que podem ser utilizadas na construção civil, pois muitas vezes as pessoas que trabalham no ramo se prendem ao modo tradicional de construir.

Ainda é muito comum que muitos utilizem as lajes convencionais, que são aquelas que são feitas durante a construção por meio de vergalhões metálicos, sendo a forma mais cara e mais pesada para a estrutura de forma geral.

Quais as vantagens da Laje Protendida?

Sabendo que a laje protendida é a mais indicada para vãos maiores, podemos também entender o motivo de que as lajes convencionais são mais caras e mais pesadas, porém, estas são indicadas para vãos menores.

Também podemos reforçar que a laje protendida se constituem de cordoalhas e cabos junto ao concreto, o que acaba diminuindo a tensão total da estrutura. Sendo, portanto, mais resistente, precisando de menos pilares e vigas.

protendida

Depois de compreendermos um pouco mais sobre as lajes protendidas, podemos então mostrar outras vantagens desta, são elas:

  • Ideal para serem utilizadas em locais que precisam de grandes espaços entre os pilares, o que permite aproveitar melhor os espaços;
  • Diminuição dos custos com a mão de obra;
  • Diminuição dos custos com o concreto;
  • É mais leve do que a estrutura da laje convencional;
  • Mais rapidez para ser realizada, reduzindo o prazo de execução;
  • Flexibilidade de layout;
  • Menos pontos de apoio na fundação;
  • Menos pilares;
  • Redução no consumo de aço;
  • Redução no consumo de fôrma;
  • Redução do pé-direito do subsolo, reduzindo a escavação e contenção;
  • Lajes mais esbeltas;
  • Arquitetura mais arrojada;
  • Atendimento as normas de desempenho e as normas de incêndio;
  • Proporciona mais equilíbrio das tensões;
  • Redução da flecha das lajes;
  • Maior impermeabilidade e durabilidade da estrutura, reduzindo as fissuras do concreto.

Tipos de laje protendida

Existem alguns tipos de lajes protendidas, mencionaremos abaixo:

Laje maciça protendida

É uma laje que possui espessura maior do que 16 cm, sendo utilizadas cordoalhas engraxadas para sua propensão. Possui um apoio direto nos pilares, exigindo esforços de punção ou uso de capitéis.

Os traçados dos cabos são parabólicos para manter o equilíbrio dos esforços da laje. O funcionamento da estrutura depende exclusivamente da obediência ao traçado indicado em projeto;

Laje nervurada protendida

É uma laje que possui os cabos posicionados no interior das nervuras, utilizando-se cordoalhas engraxadas no processo.

As lajes nervuradas podem ser apoiadas diretamente nos pilares, sendo utilizados os capitéis; ou apoiadas por sistema com vigas faixa, que são vigas faixa que podem ser protendidas.

Lajes treliçada protendida

Ótima opção para grandes vãos, são protendidas na indústria com fios de aço aderentes, muito similar às lajes treliçadas convencionais, pois a protensão já chega pronta na obra.

Também possui outra vantagem que é a redução de escoramentos, além de um melhor controle de flechas e até mesmo do custo final da obra;

Laje alveolar protendida

Sua composição é realizada por meio de painéis de concreto pré-fabricado e protendidos. Seus painéis são produzidos com concreto de alto desempenho com alvéolos ao longo do seu comprimento.

Laje steel deck protendida

Possui a capacidade de alcançar vãos ainda maiores e resistir a carregamentos mais altos. São utilizadas para a sua protensão, cordoalhas engraxadas, somente após a concretagem.

Quais as desvantagens da laje protendida?

Com tantas vantagens, é possível questionar quais as desvantagens, porém, muitos encaram apenas como desafios, são elas:

  • Contratação de profissionais que possuam experiências específicas com concreto protendido, tanto o projetista deve possuir essa experiência quanto a empresa, que deve ser especializada em propensão;
  • Utilizar obrigatoriamente tanto equipamentos quanto acessórios de propensão que possuam alto controle tecnológico;
  • Compatibilizar as instalações hidrossanitárias e elétricas com a estrutura, a fim de evitar perfurações nas cordoalhas.

Assim, como mencionamos logo no início, podemos encarar como desvantagens, mas podem ser encaradas simplesmente como desafios que podem ser superados para usufruir dos muitos benefícios do concreto protendido.

Conclusão

Desta forma, utilizar as lajes protendidas são um desafio para muitos que inclusive são experientes na área da construção, mas que possivelmente ainda não tiveram contato com as técnicas de concreto protendido.

O ideal é que os profissionais se especializem em concreto protendido para que possam atuar com mais segurança e firmeza, visto que os cálculos são muito específicos e precisam ser mais exatos possíveis.

Assim, quando optar por utilizar o concreto protendido, é importante saber quem irá realizar o projeto e se possui experiência com outras obras, ou seja, é necessário possuir referências anteriores para evitar possíveis transtornos.

Desta forma, a laje protendida é a melhor opção para quem deseja realizar projetos de vãos maiores, assim, é importante que a análise total do projeto é compatível com o orçamento da obra e com a técnica que deverá ser aplicada.

Laje maciça e pré-fabricada: diferenças

Atualmente existem muitos tipos de lajes que atendem as necessidades de acordo com o tipo de construção. Assim, iremos tratar especificamente em diferenciar a laje maciça da laje pré-fabricada.

Obviamente existem outros tipos de lajes que podem atender perfeitamente ao que sua obra necessita, por isso, é importante conhecer o máximo que puder e buscar sugestões de profissionais que são especialistas no ramo.

Sendo assim, iremos apresentar o conceito de cada uma das lajes mencionadas e colocar as principais diferenças entre elas, destacando as vantagens e desvantagens de cada uma.

Principais conceitos de laje maciça e laje pré-fabricadas

Primeiramente iremos definir o que é a laje maciça, são lajes de concreto armado com espessura constante, moldada no local da obra a partir do lançamento do concreto sobre o sistema de formas planas.

Além disso, estas possuem a facilidade em vencer vãos, simplificando canteiros de obra e possuem acabamento liso e menor vulnerabilidade a fissuras e trincas.

laje maciça

No caso das lajes pré-fabricadas, podemos conceituar como sendo lajes que são constituídas por vigas ou vigotas de concreto e blocos conhecidos como lajotas ou tavelas. As lajotas e vigotas montadas intercaladas formam a laje.

Estas serão unidas por meio de uma camada de concreto que é conhecida como capa, assim, a camada de concreto será lançada sobre as peças a fim de unir as peças.

Quais as principais diferenças entre as lajes maciças e lajes pré-fabricadas?

Abaixo colocaremos as principais diferenças entre as lajes maciças e as lajes pré-fabricadas:

Laje maciça

É conhecida por ser mais clássica, é uma placa formada por concreto armado que resiste a esforços por tração e compressão. Mais utilizada para pequenos vãos, cuja espessura de concreto armado em compressão é pequena.

Mais comum para ser utilizada em residências, embora nada impeça de ser utilizada em vãos maiores, porém há o inconveniente de aumentar muito o peso da estrutura e desperdiçar material sem ganho de resistência.

Lajes pré-fabricadas

Ou pré-moldadas, são lajes que estão prontas ou semiprontas antes mesmo de chegar ao local da obra. São peças formadas por concreto e vergalhões em diferentes formatos para serem instaladas.

A principal vantagem é que possui um menor custo e há bastante praticidade para ser montada. No entanto, podem ser menos resistentes ou mais propensas a fissuras, além das dificuldades com acabamentos.

No entanto, se o projeto for bem estruturado, a laje pré-fabricada não apresentará qualquer problema. Embora seja mais indicada para vãos maiores, podem também ser utilizadas em residências.

Quais os tipos de lajes maciças?

Com a definição e a apresentação das diferenças, iremos apresentar os tipos de lajes maciças, são elas:

Lajes convencionais

São apoiadas em vigas, podendo ser armadas em telas soldadas ou aço solto. São mais comumente utilizadas em vãos menores, como no caso de residências;

Lajes maciças convencionais

São mais comumente utilizadas em vãos maiores, apoiando-se em pilares, reduzindo a quantidade de vigas, que podem até ser eliminadas. Sua armação pode ser com aço solto ou telas soldadas;

Lajes maciças protendidas

São armadas estruturas especiais em grandes obras, sendo necessário a presença de um profissional especializado.

Possuem muitas vantagens, inclusive por serem mais utilizadas em grandes vãos, reduzindo o peso da construção número de pilares, vigas e consumos de materiais;

Nervuradas convencionais

São chamadas de caixão perdido, pois são formadas por um sistema que associa vigas e lajes, os enchimentos podem ser feitos de plásticos, isopor ou concreto celular.

Suas nervuras longitudinais e transversais aproveitam a altura das vigas para o preenchimento de grandes lacunas e sua armação é realizada com telas soldas;

Nervuradas protendidas

São realizadas por pessoas e armaduras especializadas, possuem um visual mais bonito, além de reduzir a quantidade de pilares, mesmo suportando grande peso.

Quais os tipos de lajes pré-fabricadas?

Seguindo os mesmos critérios das lajes maciças, apresentaremos os tipos de lajes pré-fabricadas ou pré-moldadas, são elas:

Convencionais

São trabalhadas em uma única direção e utilizadas para obras pequenas;

Pré-lajes maciças

Ideais para obras com repetições e padrões como no caso de conjuntos habitacionais, pois aumentam a produtividade da obra;

Protendidas

São armadas em única direção, promovendo um menor volume de concreto, podendo ser montadas em grandes vãos;

Protendidas alveolares

São utilizadas para grandes obras, sendo considerado a rapidez o mais importante. O transporte do material é realizado apenas em caminhões devido ao grande peso;

Treliçadas

São de fáceis manipulações e diminuem os custos com a mão de obra. São feitas de pequenas vigas de concreto que contam com uma armadura superior no formato de treliça;

Duplo T

Possui excelente resistência e suportam aproximadamente uma tonelada por metro quadrado. Seu uso se dá em grandes obras, como pontes, estações de metrô etc.

Conclusão

Assim, podemos concluir que cada laje possui sua utilidade específica, dependendo exclusivamente do projeto que será realizado para aquela determinada obra.

Sendo assim, tanto a laje maciça quanto a laje pré-fabricada possuem suas funcionalidades específicas, por isso, sempre consulte o profissional responsável para ver qual a melhor opção para a sua construção.

Laje alveolar: o que é?

A laje alveolar é um produto pré-fabricado que realiza a função de laje, ou seja, são lajes pré-prontas que através de encaixes na construção atendem perfeitamente a função da laje.

A sua característica “alveolar” ocorre devido aos vãos internos que dão o seu nome característico. Sua altura pode variar de 9 a 30 cm, com largura constante de 1,24m e vãos livres que pode chegar aos 20m.

Assim, são constituídas de painéis de concreto que devido às características das peças, reduzem consideravelmente o peso da peça, facilitando assim o transporte e o encaixe das peças.

alveolar

Quais as vantagens da Laje Alveolar?

Agora que sabemos o que é uma laje alveolar, iremos apresentar algumas vantagens para quem pretende utilizar em suas construções, são elas:

Facilidade no transporte

Quando pensamos em obras tradicionais, sabemos que existem vários componentes para transportar ao construir uma laje, tais como: vigolas, elementos de enchimento, armaduras e escoras.

Todos eles precisam ser transportados e armazenados para construir uma laje. No caso da laje alveolar, somente é necessário transportar os painéis e eventualmente o aço para a malha de distribuição;

Rapidez na montagem

Mencionamos anteriormente todos os materiais necessários para construir as lajes em obras tradicionais, o que é muito diferente nas lajes alveolares, pois basta realizar o encaixe e pronto;

Produto industrializados

Por serem produtos industrializados, sabemos que possui um rigoroso controle de qualidade em todo o processo de fabricação, desde o controle dos insumos até o envio para a obra;

Eliminação de cimbramento

Em obras tradicionais, o cimbramento ou escora é um grande custo para a obra, porém, nos casos das lajes alveolares, é totalmente nulo;

Maior alcance de vãos

É possível alcançar até 20 metros de vão, o que é uma grande vantagem, comparando com as construções mais tradicionais;

Alta resistência de cargas

É importante saber que a laje alveolar tem possibilidade de resistir a altas cargas.

Quais as desvantagens de uma laje alveolar?

Abaixo mencionaremos agora, algumas poucas desvantagens que a laje alveolar proporciona, são elas:

Inflexibilidade

Não são todos os tipos de obra que podem optar pela laje alveolar, pois somente alguns permitem seu uso;

Transporte

O peso e o tamanho da estrutura exigem um transporte específico da fábrica até a obra, em algumas situações, é necessário o uso de guindastes;

O que pode gerar um custo maior, visto que o uso de equipamentos desse porte pode ser caro, portanto, ficando inviável para quem pretende gastar pouco com esses materiais;

Concretagem

Embora sejam peças grandes e que possuem padrões definidos, mesmo assim, não se dispensa a etapa de concretagem no local, além de não se dispensar o serviço de uma central de armadura;

Prazo de entrega

Geralmente por experiências anteriores da própria construção civil, é necessária uma organização no cronograma em função dos prazos de entrega e transporte que precisam ser adequados aos serviços que permanecem sendo realizados no canteiro;

Localização

Em alguns locais ainda não há empresas que trabalhem com pré-moldados, por isso, dependendo do local da obra, pode encarece-la, por isso, é importante comparar os orçamentos.

Quais as obras que podem utilizar a Laje Alveolar?

Tendo em vista que não são todas as obras que permitem a utilização da laje alveolar, será importante esclarecer quais as obras que são aptas a utilizar o serviço em questão.

São utilizadas geralmente em locais que necessitam de opções mais práticas de construção, um preço mais acessível e que possa ser construída em pouco tempo, podemos mencionar como exemplo: shoppings, estacionamentos etc.

Em suma, são utilizadas principalmente em estruturas que requeiram grandes vãos, por isso, é indicada para construção de shopping, estacionamentos, hospitais etc.

Sendo assim, para pequenas construções e devido ao custo que pode ser mais elevado, pode ser interessante optar por outros tipos de laje, que podem ser analisadas com mais critérios por meio do profissional responsável pela obra.

É importante também conhecer bem onde adquirir o material de qualidade, que possua referências e que possa atender as especificações da obra, além do preço que deve ser analisado com muita cautela.

Conclusão

Podemos concluir que utilizar as lajes alveolares é muito mais prático e rápido, além de seguro, pois sabemos que a segurança na construção deve ser um dos critérios mais importantes na hora de comprar materiais.

Além disso, a praticidade é também reafirmada com a possibilidade de baratear os custos com a mão de obra, que por ser mais prático para a montagem, fica obviamente mais barato no custo final.

Sendo assim, para aqueles que pretendem realizar grandes construções, podem verificar a possibilidade de uso da laje alveolar para que possa concluir a obra em menor tempo do que em construções comuns.

Assim, contrate sem receios uma empresa que realize o serviço da laje alveolar, visto que são produtos de qualidades e que possibilitam mais praticidade e rapidez na hora de construir.

Casas pré-fabricadas em concreto

As casas pré-fabricadas em concreto, para quem não conhece pode parecer até estranho, afinal, estamos acostumados com obras tradicionais e que geralmente parecem até intermináveis.

O que precisamos inicialmente compreender é que são casas prontas, precisando apenas instalar no local que deseja, sendo muito mais rápido de fazer do que em construções mais tradicionais.

Parece bom demais para ser verdade, não é? No entanto, não é só bom demais, mas também é possível de ser realizado, por isso, apresentaremos todos os prós e contras de uma casa pré-fabricada.

O que são casas pré-fabricadas em concreto?

As casas pré-fabricadas já podem ser definidas pelo próprio nome, ou seja, são construções industrializadas e que podem ser montadas no local que é definido por quem a comprou.

Desta forma, podemos inferir que são construções mais rápidas e que com certeza dão menos dores de cabeça para quem pretende contratar esse tipo de construção.

As casas podem ser pré-fabricadas em outros materiais além do concreto, aliás, a mais comum de ser realizada é a construção de casas pré-fabricadas em madeira.

Casas pré-fabricadas

Quais as vantagens das casas pré-fabricadas?

Podemos apresentar todas as vantagens que são bem interessantes para que você opte pelas casas pré-fabricadas, são elas:

Rapidez

É um dos fatores que são bem avaliados no caso das casas pré-fabricadas, algumas delas podem ser construídas em até 3 meses, diferentemente das construções convencionais;

Sem preocupações

As casas pré-fabricadas são realizadas por empresas que disponibilizam do projeto, mão de obra e materiais.

Sendo assim, evitando dores de cabeça com pedreiro e ou compra de materiais;

Diversificação de materiais

Podem ser construídas com concreto, madeira e têm até aquelas que são construídas em materiais de conteiner;

É possível comprar só os materiais

Existem empresas que podem realizar todo o projeto, material e a mão de obra, porém, caso deseje, poderá realizar com suas próprias mãos, basta comprar o kit construção;

Praticidade

Obviamente que é nítido que as pessoas que contratam as empresas para esse serviço obtêm praticidade, que é muito relevante para construções realizadas em locais mais distantes.

A praticidade se dará nos casos de construções em locais mais distantes, quando a pessoa poderá evitar problemas como comprar materiais que faltaram ou mesmo ter que acompanhar a obra de perto;

Obras mais limpas

É uma das vantagens das construções de casas pré-moldadas de concreto.

Alguns benefícios das obras mais limpas, são:

  • Redução de desperdícios;
  • Redução de entulhos;
  • Melhor aproveitamento de espaços;
  • Melhor qualidade no ambiente de trabalho para os trabalhadores;
  • Redução de custos com limpeza e descarte;
  • Redução das agressões ao meio ambiente.

Quais as desvantagens de uma casa pré-fabricada?

Percebemos que as vantagens são bem interessantes que até não lembramos que existem também desvantagens, abaixo mencionaremos algumas:

Gastos com transporte

É talvez o maior gasto que você terá, é o transporte com os módulos, por isso, é interessante contratar empresas que são mais próximas do local da obra;

Personalização limitada

Há pessoas que desejam construir e deixar algumas coisas mais a sua cara, o que não ocorrerá com a casa pré-fabricada, pois deverá escolher entre um dos projetos do catálogo da empresa;

Diversificação dos modelos da casa

Dependendo da empresa, existem muitas opções no catálogo, mas nem sempre é assim, o que limita muito a quem deseja deixar a casa com a sua cara;

Manutenções em casas pré-fabricadas de madeiras

Se optar por uma casa de madeira, é importante saber que é necessário manter uma manutenção regular, pois a madeira tende a dilatar-se com o tempo;

Poucas possibilidades de alterações no decorrer do tempo

Uma vez que optou pela casa pré-fabricada é importante saber que existem limitações para futuras alterações no modelo escolhido;

Custo muito alto

Muitas pessoas às vezes optam por construir aos poucos e ir levando com o tempo o restante da obra, porém, nas casas pré-fabricadas, não há isso, a casa é paga de uma vez só, por isso o alto custo.

Conclusão

Com isso, podemos concluir que as casas pré-fabricadas são bem vantajosas em alguns quesitos, pois quando você paga para a construção dela, você paga por tudo e não há mais com que se preocupar se faltar material ou trabalhador.

Assim, o custo da mão de obra acaba sendo barateado, pois são peças de encaixe e, portanto, são mais rápidas de fazer e, obviamente, o trabalho para os trabalhadores é bastante reduzido, comparado ao das construções normais.

O que com certeza é uma grande vantagem, pois quantas vezes nos deparamos com situações desagradáveis da falta de trabalhadores, ou que não realizam o serviço direito, ou ainda, por realizarem o cálculo incorreto do material.

Contratar o serviço para construir casas pré-fabricadas implica em muitas vantagens para quem deseja praticidade e modernidade na construção, além disso, são casas que possuem grande durabilidade, podem durar até 60 anos.